Buscar
  • Ficafé

Tecnologia e qualidade na cadeia de produção e mercado do café

Feira Internacional de Cafés Especiais será realizada em outubro, em Jacarezinho



Evento vai oferecer conteúdos e experiências sobre o que há de mais novo na cafeicultura, com palestras, workshops, laboratórios de experimentação e sessões de degustação



A 11ª edição da Ficafé (Feira Internacional de Cafés Especiais do Norte Pioneiro do Paraná) será realizada de 3 a 5 de outubro no Centro de Eventos de Jacarezinho. O evento vai oferecer aos visitantes, de forma gratuita, conteúdos e experiências sobre o que há de mais novo na cafeicultura, com palestras, workshops, laboratórios de experimentação e sessões de degustação de café. A expectativa é de que, em 2018, a feira receba mais de 3.500 visitantes. A entrada é de graça.


O consultor e gestor do projeto Cafés Especiais do Sebrae/PR, Odemir Capello, afirma que a Ficafé estará focada em tecnologia e qualidade da produção. O processo do café cereja descascado, para uma bebida mais delicada e doce, tem sido ampliado no Norte Pioneiro, graças a programas conduzidos pela entidade, como o "100% Qualidade". A temática continuará em pauta nesta edição da feira. "Vamos levar o que existe de mais tecnológico para essa categoria de processamento", adianta.

Capello ressalta a realização do tradicional Concurso de Qualidade de Cafés "Sabores do Norte Pioneiro do Paraná", que promete ter excelentes cafés nesta edição, graças ao clima e ao trabalho de preparação feito com os cafeicultores da região. Para a Ficafé 2018 são esperadas caravanas de cafeicultores de outros Estados, como São Paulo. O consultor lembra que o evento funciona como uma vitrine para a divulgação da Indicação Geográfica do café especial produzido no Norte Pioneiro.

A temática do evento ainda envolverá discussões sobre o universo feminino dos cafés especiais, nutrição para a produção dos grãos, manejo de broca, meio ambiente, entre outros. Durante os três dias, os visitantes poderão participar do Curso de Torra de Cafés Especiais oferecido pelo Senar-PR. Também ocorrerá a etapa final e premiação dos cafés especiais participantes do concurso e o leilão dos lotes.

Segundo o presidente da Acenpp (Associação dos Cafés Especiais do Norte Pioneiro do Paraná), Paulo Frasquetti, ao longo dos últimos anos, a Ficafé tem trazido muito conhecimento aos cafeicultores, especialmente com a participação de palestrantes de renome nacional. Maquinários e inovações para a cafeicultura também estão entre os destaques da feira, na avaliação dele. "O concurso também tem dado uma visibilidade grande ao Norte Pioneiro", acrescenta.

O presidente da Cocenpp (Cooperativa de Cafés Especiais do Norte Pioneiro do Paraná), Ricardo Batista dos Santos, diz que a expectativa em relação ao concurso é positiva. "O clima tem ajudado muito. No ano passado, tivemos uma florada muito uniforme e este ano o inverno está seco e isso ajuda, vai aumentar a qualidade dos cafés", avalia. Ele também destaca a importância de a feira levar conhecimento sobre a diversificação de culturas, já que o Norte do Paraná sofre com geadas e não existe seguro para lavouras de café. "Os produtores precisam ter outras fontes de renda", enfatiza.

A feira vai extrapolar os temas relacionados ao café. A programação inclui exposição e palestras sobre fruticultura e avicultura, como alternativa aos cafeicultores, que serão incentivados a trabalhar com diversificação de culturas para gerar mais renda nas propriedades ao longo de todo o ano.

Reportagem Local - Folha de Londrina



FEIRA INTERNACIONAL DE CAFÉS ESPECIAIS DO NORTE PIONEIRO DO PARANÁ

ficafe@uol.com.br   |   Tel: (43) 99669-0933